Scroll to top

Resenha: Revolucionando a Sala de Aula II


Sem comentários

Por GEN.N&G

Seguimos na missão de proporcionar uma revolução na sala de aula! No livro Revolucionando a Sala de Aula II, incluímos novas metodologias ainda mais ativas para que você possa aumentar seu leque de possibilidades. Apresentamos uma abordagem contemporânea sobre as metodologias ativas, expondo, do ponto de vista docente, algumas estratégias que podem ser utilizadas em sala.

Demonstramos, de forma prática, como aplicar diversas metodologias, como Design Thinking, Sala de Aula Invertida, Gamificação e Team-Based Learning. A obra proporciona sugestões de ferramentas tecnológicas que podem ser utilizadas na aplicação da técnica, métodos de avaliação para cada metodologia e um capítulo sobre o ensino remoto durante a pandemia, além de reflexões e experiências práticas sobre o uso do celular em classe e uma experiência vivencial para tomada de decisão, em sala de aula, no contexto da sustentabilidade. Vem com a gente revolucionar sua aula!

Aplicação do livro Revolucionando a Sala de Aula II

Recomendado para professores, professoras e profissionais da Educação que tenham como desafio melhorar o nível de aprendizado e motivação de nossos estudantes em sala de aula. Indicado para professores(as) do ensino superior, coordenadores(as) e gestores(as) educacionais para a discussão e implementação de estratégias de ensino e aprendizagem.

É também dirigido a estudantes de cursos de graduação e pós-graduação (lato e stricto sensu) que estejam em formação para a docência. Recomendado para as instituições de ensino utilizarem como referência em processos de treinamento interno de colaboradores(as), como semanas pedagógicas. Leitura complementar para as disciplinas Didática e Metodologia do Ensino Superior dos cursos de graduação e pós-graduação.

Clique aqui para saber mais!

Apresentação de Revolucionando a Sala de Aula II

Este projeto nasceu de uma parceria e de uma ideia. A parceria contava com professores de contabilidade apaixonados pela docência em negócios que acreditavam que uma andorinha só não faz verão. Por isso, nos juntamos. A ideia era contribuir para a discussão e para a prática sobre educação na área de negócios.

Em nossa ideia inicial, o plano era de desenvolvermos somente um livro, pois Gilberto estava preocupado, desde sempre, com o número de filhos. Dizia: “Precisamos cuidar bem de cada filho, assim é preciso ter calma.” Mas, aos poucos, ele foi se acostumando à ideia de uma família grande, com muitos padrinhos e madrinhas, que aceitaram nossos convites para elaborar os capítulos. E, então, fomos construindo o sonho de uma “série de livros”.

Foi muito importante para esse convencimento a acolhida que esse projeto teve de nossos colegas professores no lançamento do primeiro livro e o apoio que tivemos da equipe editorial. A série se constituiu como a coleção Revolucionando, composta dos livros Revolucionando a sala de aula, Revolucionando a docência universitária e Revolucionando o desempenho acadêmico, todos editados com talento, ousadia e
cuidado pelo time do GEN | Atlas.

Para esse filho mais novo da série, contamos com um reforço na parceria: juntou-se ao grupo das andorinhas o Daniel, professor jovem e talentoso, que compartilha a paixão por educação. Assim, criou-se o grupo Mais Andorinhas, com a ideia de que uma andorinha só não faz verão e de que mais é sempre melhor… pelo menos em termos de parcerias.

Assim como na primeira edição do livro Revolucionando a sala de aula: como envolver o estudante aplicando as técnicas de metodologias ativas de aprendizagem (Atlas, 2017), seguimos tentando contribuir para o ambiente universitário trazendo exemplos
práticos de metodologias ativas que podem ser aplicadas no ensino superior, sendo um dos focos a área de negócios.

Optamos por dividir este volume em duas partes: (1) Metodologias Ativas de Ensino; e (2) Reflexões e Desafios.

Na primeira parte, trataremos de Metodologias Ativas de Ensino, que podem ampliar nossa caixa de ferramentas didáticas, como: team-based learning, sala de aula invertida, gamificação, design thinking, entre outras. Nesses capítulos, ofertamos exemplos práticos de como incorporar as metodologias ao cotidiano da sala de aula, com ideias, sugestões, particularidades na aplicação, quais softwares/aplicativos
podem contribuir e, por fim, como avaliar os estudantes de acordo com cada metodologia utilizada.

Esses capítulos podem ser muito úteis para os(as) professores(as) que desejam inovar em suas aulas, proporcionando novos métodos para a construção do conhecimento em sala. E, também, permitem a utilização dos capítulos como subsídio nas reuniões didáticas (ou pedagógicas) dos cursos, sendo que em cada encontro se discute um capítulo do livro, visando ampliar o debate sobre a possibilidade de aplicação das
metodologias ativas nas disciplinas. Temos feito isso em nossas instituições e temos levado oficinas para outras instituições, também com esse intuito.

Esse novo olhar sobre a sala de aula, tentando modificar os métodos de ensino, é muito importante, principalmente ao considerarmos a Geração Z, que começa a chegar às salas de aula da universidade, cada vez mais tecnológica, dinâmica e menos paciente com longas aulas expositivas. Na segunda parte, nos permitimos avançar em Reflexões e Desafios, com temas que estão provocando debates nos ambientes acadêmicos, como o uso do celular em sala, o papel da pós-graduação na formação docente e como promover uma atividade vivencial em equipes que considerem o ambiente decisorial e a preocupação com a sustentabilidade.

Esperamos que as metodologias deste livro proporcionem a vocês experiências tão produtivas e interessantes como tem nos proporcionado. E não se esqueça de acessar o material suplementar construído especialmente para você. Como diz a música: “Eu não ando só, só ando em boa companhia. Com meu violão, minha canção e a poesia…” Viva Toquinho e viva Vinícius de Moraes! E a gente, que conta, contadores que somos, e que canta…

Cordialmente,

Daniel Ramos Nogueira
Edvalda Araújo Leal
Gilberto José Miranda
Silvia Pereira de Castro Casa Nova

Prefácio

Não tem como! Qualquer profissional que se proponha a fazer um prefácio de um livro tem que começar analisando os autores. Nesse sentido, temos aqui um grupo muito ativo e competente trabalhando juntos desde longa data e entregando uma nova obra de qualidade. Como organizadores, temos Edvalda Araújo Leal, Gilberto José Miranda, Silvia Pereira de Castro Casa Nova, Daniel Ramos Nogueira, pesquisadores muito focados nos temas aqui apresentados.

Os organizadores convidaram um grupo bem eclético de autores, de instituições diferentes, estágios de vida diferentes e posicionamentos ontológicos distintos, o que proporcionou um blend de conhecimentos: Adriana Maria Procópio de Araujo, Camila Lima Coimbra, Carolina Costa Cavalcanti, Daniel Ramos Nogueira, Denize Cavichioli, Edvalda Araújo Leal, Elisabeth de Oliveira Vendramin, Fatima Eduarda Schmitk Colle, Gilberto José Miranda, Gilvania de Sousa Gomes, Guillermo Braunbeck, Ian Thomson, João Paulo Bittencourt, João Paulo Resende de Lima, Kavita Miadaira Hamza, Luiz Antonio Titton, Patricia de Souza Costa, Roberto Francisco de Souza, Samuely Bezerra Barbosa Laurentino, Sidnei Celerino da Silva, Silvia Pereira de Castro Casa Nova, Solange Garcia, Suilise Berwanger Wille e Vitor Hideo Nasu.

O título desta obra indica uma sequência de trabalhos buscando proporcionar a proliferação de conhecimentos para o aperfeiçoamento da aprendizagem: Revolucionando a sala de aula 2: novas metodologias ainda mais ativas! O livro pode ser utilizado em vários cursos, especialmente, em cursos de Administração, Contabilidade, Economia, Atuária e Engenharia, pois pode inspirar aplicações diversificadas em função dos conteúdos na estruturação do blend das disciplinas de um curso. Os referenciais utilizados em cada capítulo proporcionam a percepção de profundidade conceitual apresentada. Esse elemento será relevante nas adaptações que os diversos cursos demandarem nas implementações e aperfeiçoamentos das estratégias de aprendizado.

Quanto à estrutura, a obra tem onze capítulos, que foram organizados em duas partes. Uma voltada para as metodologias ativas e com oito temas sendo tratados e a outra parte mais reflexiva com três temas sendo discutidos de maneira abrangente. No que se refere à Parte I, das metodologias ativas, são apresentadas alternativas que podem ser complementares ou não, dependendo do olhar da instituição e do curso. Na Parte II, temos temas tratados como reflexivos. De qualquer forma, ignorando a separação oferecida pelos organizadores, sem nenhum prejuízo para o arranjo formal, fiz um rearranjo dos temas e suas contribuições, em situação que alguns dos temas podem ser incorporados em mais de uma categoria por mim definida:

1. Alguns temas provocam reflexões abrangentes sobre o ensino propriamente dito e suas relações de integração, alinhamento e expansão: Aprender a ensinar: olhando para o papel da pós-graduação; Projetos Interdisciplinares; Portfólio: uma prosa criativa; e Ensino Embasado na Estrutura Conceitual – Framework Based Teaching.

2. Alguns temas proporcionam aos alunos desafios compatíveis com a demanda contemporânea: Design Thinking: fundamentos e aplicações na sala de aula; e Sala de Aula Invertida – Flipped Classroom.

3. Alguns temas proporcionam adaptações de posturas colaborativas fortalecendo trabalho em equipe: Aprendizagem cooperativa no Ensino Superior: contribuições da Team-Based Learning (TBL); e A estória do assabí: atividade vivencial em equipe.

4. Tema que proporciona oportunidades de aumento da percepção proximidade com a prática das disciplinas e sua relação com o ambiente “lá fora”: Gamificação e jogos para educação.

5. Alguns temas que proporcionam oportunidades de envolvimento dos alunos por serem para eles atraentes: O Ensino e a Revolução Digital: o uso do celular em sala; e Fórum e Lista de Discussão.

Como se vê, a obra apresenta abordagens que têm enorme potencial de aplicação em sala de aula, colaborando para uma verdadeira revolução com o objetivo de proporcionar aos alunos experiências mais ricas em termos de aprendizado.

Parabéns e muito sucesso aos organizadores e autores!

Fábio Frezatti
Professor Titular FEA-USP, EAC

Videoaulas

Este livro também conta com acesso exclusivo a videoaulas especialmente preparadas pelos organizadores.

Sumário do livro

  • E agora, José? Metodologias em tempos de crise: ventos da mudança ou tsunami on-line

Parte I – Metodologias ativas de ensino

  • Design thinking: fundamentos e aplicações na sala de aula
  • Aprendizagem cooperativa no Ensino Superior: contribuições da Team-Based Learning (TBL)
  • Sala de Aula Invertida – Flipped Classroom
  • Ensino Embasado na Estrutura Conceitual (Framework Based Teaching)
  • Portfólio: uma prosa criativa
  • Gamificação e Jogos para Educação
  • Fórum e Lista de Discussão
  • Projetos Interdisciplinares

Parte II – Reflexões e desafios

  • O Ensino e a Revolução Digital: o uso do celular em sala
  • A estória do assabí: atividade vivencial em equipe
  • A prender a Ensinar: olhando para o papel da pós-graduação
  • Referências
  • Índice alfabético

Sobre os autores

Daniel Ramos Nogueira

É Doutor em Controladoria e Contabilidade pela FEA-USP, Mestre em Contabilidade pela UFPR e professor do Departamento de Ciências Contábeis da UEL. Tem um canal no YouTube no qual compartilha vídeos sobre ensino com tecnologia, contabilidade e pesquisa científica.

Edvalda Araújo Leal

É Doutora em Administração pela FGV-SP, professora da Graduação e da Pós-Graduação em Ciências Contábeis da UFU e editora adjunta da Revista Mineira de Contabilidade e da Advances in Scientific and Applied Accounting.

Gilberto José Miranda

É Doutor em Controladoria e Contabilidade pela FEA-USP. Professor do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Ciências Contábeis da UFU e editor adjunto da revista Education Policy Analysis Archives. É coautor de diversos livros publicados pelo GEN | Atlas.

Silvia Pereira de Castro Casa Nova

É mãe, professora titular da FEA-USP e professora do Mestrado da UFMS. Cofundadora do GENERAS – Núcleo FEA-USP de Pesquisa em Gênero, Raça e Sexualidade. Mestre e Doutora pela USP. Graduada e pós-doutora pela FGV. Foi visiting researcher na Université Laval, na University of Minnesota e no Instituto Universitário de Lisboa. É editora associada da Education Accounting: an International Journal, da revista Organizações & Sociedade, da revista Activos e é membro do Corpo Editorial da RAE.

Posts Relacionados

Postar um comentário