Scroll to top

Enade 2022: o que as instituições precisam saber?


Sem comentários

Quer entender as mudanças do Enade e ficar por dentro de como é possível se preparar melhor para esse exame?

Veja como o GEN Educação ajuda as universidades a se prepararem para o Enade.

Acompanhe os detalhes a seguir.

O que mudou no Enade em função da pandemia?

O Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) é componente curricular obrigatório dos cursos de graduação, conforme determina a Lei nº 10.861 – MEC, de 14 de abril de 2004. Este ano, o exame ocorrerá no dia 27 de novembro.

Por conta da pandemia do Coronavírus, em 2020, houve um adiamento das provas. Somente no dia 08/07/2020, com a publicação da Portaria MEC nº 494/2021, foi informada a nova data de realização do exame: 14 de novembro de 2021.

Portanto, com a alteração no cronograma, as provas referentes ao Ano II do Ciclo Avaliativo foram realizadas em 2021, ficando para 2022 o exame relativo ao Ano III.

Sobre o Enade 2021, de acordo com o Inep em nota publicada em 18/03/2022, a previsão é que, até o dia 31/08/2022, sejam divulgados os resultados, incluindo o Boletim de Desempenho Individual do Estudante, o Conceito Enade e os relatórios de cursos, instituições de educação superior e síntese de área.

 

Quais cursos serão avaliados no Enade 2022?

O Enade é realizado por ciclo avaliativo, determinado pelas áreas e cursos a elas vinculados. As áreas vinculadas a cada ano do ciclo avaliativo estão definidas no art. 40 da Portaria MEC nº 840/2018.

Nesta edição, conforme a Portaria MEC nº 41/2022, consideram-se habilitados ao Enade 2022 estudantes ingressantes e concluintes de cursos das áreas do conhecimento vinculadas ao Ano III do 6º Ciclo Avaliativo do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes). Os ingressantes estão dispensados de participação nessa edição do exame, porém devem ser inscritos pela coordenação de curso no prazo regulamentar.

Veja os cursos que serão avaliados:

Ano III – 6º Ciclo Avaliativo do Sinaes

I – áreas relativas ao grau de bacharel:

a) Administração;

b) Administração Pública;

c) Ciências Contábeis;

d) Ciências Econômicas;

e) Comunicação Social (Jornalismo);

f) Comunicação Social (Publicidade e Propaganda);

g) Direito;

h) Psicologia;

i) Relações Internacionais;

j) Secretariado Executivo;

k) Serviço Social;

l) Teologia; e

m) Turismo.

II – áreas relativas ao grau de tecnólogo:

a) Tecnologia em Comércio Exterior;

b) Tecnologia em Design de Interiores;

c) Tecnologia em Design Gráfico;

d) Tecnologia em Design de Moda;

e) Tecnologia em Gastronomia;

f) Tecnologia em Gestão Comercial;

g) Tecnologia em Gestão da Qualidade;

h) Tecnologia em Gestão Pública;

i) Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos;

j) Tecnologia em Gestão Financeira;

k) Tecnologia em Logística;

l) Tecnologia em Marketing; e

m) Tecnologia em Processos Gerenciais.

 

Para mais informações, clique aqui e acesse a referida Portaria.

 

Mas, afinal, qual a importância do Enade?

Para regulação, avaliação e supervisão das instituições e dos cursos de ensino superior, existem diversos indicadores de qualidade criados pelo Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira). Nesse contexto, o Enade tem bastante relevância, principalmente pelo peso no cálculo da avaliação da educação superior brasileira, já que corresponde a 55% do CPC (Conceito Preliminar de Curso), indicador de qualidade que avalia os cursos de graduação. Os conceitos vão de 1 a 5:

  • 1 ou 2: rendimento abaixo das expectativas;
  • 3: rendimento médio;
  • 4 ou 5: rendimento superior à média esperada.

Cursos com resultados 1 e 2 (considerados insatisfatórios) ficam sujeitos a medidas de regulação e supervisão e, em último caso, podem ser descredenciados pelo MEC.

Embora esse exame não exija uma nota mínima do aluno, seu desempenho pode impactar não apenas a IES (Instituição de Ensino Superior), mas também a inserção do estudante no mercado de trabalho.

Quanto mais bem avaliados forem os cursos, melhores a reputação e a credibilidade da instituição de ensino. Isso representa um grande diferencial. Certamente, o estudante prefere ingressar em uma IES que seja reconhecida e bem avaliada pelo ensino ofertado.

Os alunos selecionados devem realizar o exame e preencher o Questionário do Estudante; do contrário, ficam impossibilitados de colar grau. Além disso, algumas empresas selecionam para programas de trainee candidatos provenientes de intuições com conceito acima de 3 no Enade.

 

Que dados significativos o Enade 2018 nos traz?

Conforme mencionamos, o Enade é realizado por ciclos de avaliação, que ocorrem a cada três anos. Devido à pandemia, houve um adiamento do exame. Em 2018, ocorreu a prova referente ao Ciclo Avaliativo III, que, agora em 2022, será novamente avaliado.

No Enade 2018, de acordo com o Inep, foram avaliados 8.821 cursos ofertados por 1.791 instituições de educação superior.

Confira o percentual dos cursos por faixa do conceito Enade 2019 (categoria administrativa):

Fonte: Inep/Enade 2018 (Adaptado de G1 – Globo).

Na análise dos resultados do Enade 2018, alguns dados chamam a atenção. Por exemplo, obtiveram o conceito 2 27,6% dos cursos de instituições privadas e 15,1% dos cursos de instituições públicas. Já o conceito 5 (nota máxima) foi alcançado por 20,3% dos cursos de instituições públicas e somente por 3,3% dos cursos de instituições privadas.

Esses resultados possibilitam às IES realizarem uma reflexão sobre pontos de melhoria nos cursos, e um dos caminhos para o aprimoramento é a preparação dos alunos.

 

O desafio das IES

Dados do Enade 2018 mostraram que a maior parte dos cursos obteve conceitos favoráveis. Entretanto, é preciso atentar para a importância de se alcançar, cada vez mais, melhores resultados, para que conceitos 4 e 5 ganhem maior projeção.

Além disso, é sabido que os últimos dois anos foram desafiadores. Segundo o estudo da Global Student Survey citado no Portal G1, em 26/02/2021, no Brasil, 87% dos universitários afirmaram que houve aumento de estresse e ansiedade durante a pandemia. Participaram da pesquisa 16,8 mil estudantes de 18 a 21 anos em 21 países. Certamente, essa superação envolve diversos aspectos.

Da perspectiva das IES, fornecer subsídios para que os alunos se sintam mais acolhidos e preparados é fundamental para a segurança da qualidade do ensino.

A preparação para o Enade tem sido uma preocupação para a sua instituição de ensino? Sua instituição está em busca de soluções que possam alcançar melhores resultados no exame?

 

Conheça o PAE – Programa de Apoio ao Enade!

O PAE é uma solução educacional que visa dar suporte às instituições de ensino no aprimoramento do desempenho de seus estudantes nesse exame decisivo para o conceito dos cursos.

Além de promover a revisão de conteúdos por meio de videoaulas com exercícios e simulados resolvidos, os professores do PAE apontam as boas práticas para a resolução de questões.

 

Referências:
INEP. Enade 2018 – Resultados e Indicadores. Disponível em: https://download.inep.gov.br/educacao_superior/enade/apresentacao/2019/apresentacao_coletiva_resultados_enade.pdf Acesso em: 25 mar. 2022.
INEP. Enade 2022 avaliará áreas vinculadas ao ano III do 6º ciclo. Publicado em 21/01/2022. Disponível em: https://www.gov.br/inep/pt-br/assuntos/noticias/enade/enade-2022-avaliara-areas-vinculadas-ao-ano-iii-do-6o-ciclo Acesso em: 25 mar. 2022.
INEP. Gabarito e padrão de resposta do Enade 2021 disponíveis. Publicado em 18/03/2022. Disponível em: https://www.gov.br/inep/pt-br/assuntos/noticias/enade/gabarito-e-padrao-de-resposta-do-enade-2021-disponiveis Acesso em: 25 mar. 2022.
INEP. Indicadores de Qualidade da Educação Superior. Disponível em: https://www.gov.br/inep/pt-br/areas-de-atuacao/pesquisas-estatisticas-e-indicadores/indicadores-de-qualidade-da-educacao-superior Acesso em: 25 mar. 2022.
MEC. Portaria nº 41/2022. Disponível em: https://www.in.gov.br/en/web/dou/-/portaria-n-41-de-20-de-janeiro-de-2022-375491313 Acesso em: 25 mar. 2022.
PORTAL G1 – GLOBO. 3,3% dos cursos de faculdades privadas tiveram conceito máximo no Enade 2018. Por Ana Carolina Moreno e Geovanna Gravia, G1 e TV Globo. Publicado em 04/10/2019. Disponível em: https://g1.globo.com/educacao/noticia/2019/10/04/33percent-dos-cursos-de-faculdades-privadas-tiveram-conceito-maximo-no-enade-2018.ghtml Acesso em: 25 mar. 2022.
PORTAL G1 – GLOBO. Brasil tem maior índice de universitários que declaram ter saúde mental afetada na pandemia, diz pesquisa. Por Elida Oliveira, G1, 26/02/2021. Disponível em: https://g1.globo.com/educacao/noticia/2021/02/26/brasil-tem-maior-indice-de-universitarios-que-declaram-ter-saude-mental-afetada-na-pandemia-diz-pesquisa.ghtml Acesso em: 25 mar. 2022.

Posts Relacionados

Postar um comentário